top of page
Para receber novidades, inscreva-se:

Obrigado pelo contato!

Este é um blog de participação espontânea e colaborativa.

As opiniões aqui emitidas não refletem o pensamento da Editora.

Retrospectiva Literária

Por Gisele Silva

Mulher cercada por livros

Ao término do ano costuma-se fazer um balanço do que se vive ao longo de mais um ciclo que termina. Pesquisando sobre a palavra retrospectiva, encontrei alguns significados, no entanto, o que mais chamou minha atenção foi o significado do adjetivo retrospectivo: que diz respeito ao passado: que olha para trás.


Em minha mente veio de imediato a palavra SANKOFA!


*O conceito de Sankofa (Sanko = voltar; fa = buscar, trazer) origina-se de um provérbio tradicional entre os povos de língua Akan da África Ocidental, em Gana, Togo e Costa do Marfim. Em Akan “se wo were fi na wosan kofa a yenki” que pode ser traduzido por “não é tabu voltar atrás e buscar o que esqueceu”.


Partindo dessas reflexões, me veio a inspiração de escrever um texto, em comemoração de um ano como colunista da Editora Panóplia.


Convido vos, meus queridos leitores, para uma RETROSPECTIVA LITERÁRIA, da qual vocês também fazem parte.


Meu primeiro texto trouxe DESCOBERTAS E REFLEXÕES, retratando ACONTECIMENTOS do meu cotidiano. REFLETINDO sobre minhas emoções prestei uma homenagem à minha ancestralidade, com o texto A AVÓ, que encantou e emocionou a muitos...


Somos feitos de MEMÓRIAS LITERÁRIAS e elas são tantas, que renderam mais de um texto: AINDA SOBRE AS MEMÓRIAS LITERÁRIAS, pois que apenas um não deu conta da profusão de encantos que ler nos desperta.


Viver mergulhada nas letras trouxe uma reflexão sobre O SIGNIFICADO DA PALAVRA TECER, na vã tentativa de explicar que o AFETO EM PALAVRAS por vezes atinge de formas inexplicáveis nossos sentidos, como no texto ONDE VOCÊ ESTÁ?


Mas, ESCUTA, SÓ VOU TE CONTAR da GRATIDÃO que estão nas CORES que coroam MEMÓRIA, ENCANTO, EMOÇÃO E SURPRESAS, que compartilho afetuosamente, bons e maus momentos da vida, são como PRESENTES que deixam SAUDADES e nos ensinam grandes LIÇÕES.


Fui e permaneço compondo uma TRILHA SONORA, através de minhas NARRATIVAS DE UMA PROFESSORA ALFABETIZADORA.


Me defino e me transformo tal qual as BORBOLETAS, que amo e me trazem sempre BOAS MEMÓRIAS, voltando ao passado em A MÁQUINA.


Não temo a EXPECTATIVA que a MADRUGADA me traz, porque TUDO DEPENDE DO OLHAR, até mesmo aquilo O QUE TE TRAZ ÀS LAGRIMAS?


Sentir-se ESPECIAL, para alguém e questionar-se DE ONDE VEM? As palavras, frases e textos que deixa `A FLOR DA PELE, MARCAS que perdurarão por toda nossa vida.


Olhar para trás, para buscar o que porventura possa ter esquecido, foi O QUE UMA ÁRVORE ME DISSE. Mostrando-me o quão importante são os ensinamentos do passado. Nessa caminhada fui colecionando, não apenas CORAÇÕES AZUIS, mas aprendizagens multicoloridas, que compartilho com todos vocês através das palavras que brotam do fundo do meu coração.


* Fonte pesquisada Portal Fiocruz

Livro iluminado por pequenas luzes

 

Autoria


Gisele Silva

Gisele Silva é Pedagoga que atua com professoras e alunos de uma Escola Especial para Autistas em São João de Meriti. Professora dos anos iniciais na cidade do Rio de Janeiro. Pós Graduada em Alfabetização das Crianças das Classes Populares pela UFF. Faz parte do Coletivo “Encantadores de Letras”. Autora do Projeto “Caixa de Encantamentos” que incentiva a leitura, estimulando a percepção, a imaginação e o fazer criativo. Iniciou o caminho como escritora em 2019 publicando 3 livros de literatura infantil e participando com dois textos na coletânea "Vozes Negras: tecendo a resistência".


Redes sociais:

Instagram: @giselesilvapegagoga

Facebook: Gisele Silva Pedagoga

Comentarios


Deixe seu comentário

Posts recentes

bottom of page