Para receber novidades, inscreva-se:

Obrigado pelo contato!

Este é um blog de participação espontânea e colaborativa.

As opiniões aqui emitidas não refletem o pensamento da Editora.

O diário das super escritoras mirins

Por Fabiana Esteves




Quando elas tinham três anos e meio, depois de ver um programa onde as crianças falavam sobre a escrita de um diário, Laís resolveu escrever um. No dia dividi um bloco que eu já tinha entre as duas e apontei os lápis. No dia seguinte, Laís me intimou a levar uma página do diário para o trabalho. Era a MINHA página.


Depois comprei um caderninho para alimentar essa vontade nas duas. Setenta centavos apenas, mas precisa ver a alegria que provocou. Ísis imitava os adultos e perguntava: “Qual o seu nome?” E ai de mim que não o dissesse inteirinho. Em seguida ela ia escrevendo de carreirinha e repetindo para si, bem pausadamente e em tom baixo, o meu nome com a palavra “mamãe” no meio. Daqui a pouco perguntava de novo, de novo, de novo... Para completar comprei um DVD que elas amavam, Tinker Bell 3, e no filme a menina também faz um diário, só que de pesquisa científica.


Um tempo depois, folheando as páginas, percebi que elas já se preocupavam em respeitar os limites da linha do caderno, vejam só, tão miúdas... Juro que não influenciei em nada... Eu nem contei que ainda tenho um diário supersecreto (um arquivo protegido com senha no meu computador) e um blog no qual escrevo com pseudônimo e ninguém sabe que sou eu…




Nas fotos acima, Ísis e Laís, filhas de Fabiana Esteves





Autoria