Para receber novidades, inscreva-se:

Obrigado pelo contato!

Este é um blog de participação espontânea e colaborativa.

As opiniões aqui emitidas não refletem o pensamento da Editora.

Minha nobre merendeira

Por Camilo de Lellis Fontanin




Vai, a nobre Merendeira...

Apanha lenha e coloca debaixo do caldeirão,

Acende o fogo e prepara os ingredientes,

Põe o feijão junto com o alho, a cebola, o bacon e as orelhas de porco em quadradinhos.

Depois, noutra panela, coloca o pimentão vermelho junto com o arroz

E, também, as cenouras, as batatas e os brócolis.

Faz aqueles temperos que somente ela sabe fazer.

Mexendo sempre, com seus bracinhos curtos e fortes.


E o que, a princípio, parecia ser uma simples e rala sopa

Começa a tomar a forma de uma verdadeira refeição...

O cheirinho invade os nossos corações e nossas almas,

Trazendo, até para os que já esqueceram, a lembrança da verdadeira comida caseira.

As crianças, os jovens e os velhinhos já começam a chegar para comer desse autêntico Néctar dos deuses.


Vai, a nobre Merendeira, e o mundo se curva aos seus pés, nessa hora tão esperada.