top of page
Para receber novidades, inscreva-se:

Obrigado pelo contato!

Este é um blog de participação espontânea e colaborativa.

As opiniões aqui emitidas não refletem o pensamento da Editora.

Meus pais, minha irmã e eu...

Por Camilo de Lellis Fontanin



Sapatos pés masculinos chuva

Quando eu era criança, ficava fascinado ao olhar para as gotículas de chuva penduradas nas cordinhas do varal de roupas. Em um desses momentos, meu pai chegou de mansinho ao meu lado e me disse:


Você está admirando essas gotinhas? O que mais te chama atenção nelas?


E eu não sabia como responder-lhe ao certo, deixei escapar que eram o formato e o brilho delas... Então, ele tornou a me perguntar senão era o fato delas estarem penduradas uma após a outra... e eu lhe respondi que sim, era muito impressionante a sequência delas todas iguaizinhas...


E, então, ele concluiu:


Fui eu quem as pendurou desse jeito.


E, para completar, minha mãe, não deixando por menos, finalizou:


E eu ia recolhendo uma por uma e passando para o seu pai poder pendurar.


Porém, não era só eu que ficava fascinado pela chuva e o que ela nos trazia. Minha irmã Ângela também, a seu modo, gostava tanto de ver os benefícios da água que caía, quanto as brincadeiras dos nossos pais. Ela sempre foi mais brincalhona que eu.


Lembro-me, com de ternura, de um Natal da nossa infância, em que minha irmã pediu para os nossos pais uma centena de gotículas de chuva para ela também poder pendura-las no varal de roupas das suas bonecas.


Eu não consigo lembrar-me de como nossos pais saíram dessa, só me recordo de que nós dois ficamos muito felizes com os nossos presentes de Natal...



gotas de chuva no varal



 

Autoria


Camilo de Lellis Fontanin

Camilo de Lellis Fontanin nasceu em 1962, na cidade de Americana. São mais de 50 anos de amor aos livros de Poesia, Romance, Conto, Crônica e também aos livros de Psicologia, Psicanálise e Física.

Comments


Deixe seu comentário

Posts recentes

bottom of page